Ouvidoria

Profissionais da Contabilidade, foi criada a Ouvidoria do CRCRO com o objetivo de avaliar o grau de satisfação daqueles que utilizam os nossos serviços, além de receber informações e sugestões para o aperfeiçoamento de nossa entidade e do atendimento prestado.
Com a criação da Ouvidoria estamos cumprindo o artigo 37 da Constituição Federal que estabelece o dever de obediência estrita ao princípio da eficiência e permissão da ampla participação do cidadão no atendimento às reclamações relativas à prestação de serviços.
Trata-se de um avanço institucional para melhorar os mecanismos de atendimento e a prestação de serviços de um Conselho de Fiscalização do Exercício Profissional como o nosso.
Temos certeza de que este instrumento de valorização da cidadania vai contribuir para aprimorar o CRCRO e democratizar suas relações com todos aqueles que necessitam de um órgão de classe para suas atividades.
Agradecemos, desde já, aos que utilizarem a Ouvidoria.


Eleições 2017

Nesta página você encontrará as principais informações sobre o processo eleitoral CFC/CRCs de 2017.

    • Decreto-Lei n.º 9.295/1946 – Cria o Conselho Federal de Contabilidade, define as atribuições do Contador e do Guarda-livros e dá outras providências.

 

 

 

    • Decreto-Lei N° 1.040/1969 – Dispõe sobre os Conselhos Federal e Regionais de Contabilidade, regula a eleição de seus membros, e dá outras providências.

 

    • Deliberação CFC N.º 34/2016 – Aprova as datas das Eleições 2017 para renovação de dois terços do Plenário do Conselho Federal e Conselhos Regionais de Contabilidade.

 

 

 

 

 

 

 

Relação Das Chapas Que Solicitaram Registro Para Concorrerem Ao Pleito De Renovação De 2/3 (Dois Terços) Do Plenário.

Fiscalização Eletrônica

Os Conselhos Regionais de Contabilidade, acompanhando a evolução tecnológica, entraram em uma nova fase.

A Fiscalização Eletrônica substitui procedimentos antes efetuados nos escritórios de contabilidade.

As organizações contábeis e profissionais, a partir de agora, atenderão à fiscalização à distância, o que proporcionará maior efetividade, já que o fiscalizado preencherá as informações no momento em que for mais oportuno e não precisará, a princípio, dispor de espaço físico para atender à fiscalização do CRC.

A Fiscalização Eletrônica também proporcionará aumento de produtividade, redução de custos, melhora na amostra de fiscalizados, além da maior agilidade no atendimento ao profissional.

Com essa ferramenta, o Conselho espera uma fiscalização mais atuante e cumpridora do seu papel em defesa da classe e na prestação de serviços à sociedade.


 

Tutoriais Fiscalização Eletrônica:

 

Abaixo você pode acessar os vídeos tutoriais que lhe orientarão sobre os procedimentos necessários para atender a Fiscalização Eletrônica.

1 – Primeira Etapa: Preenchendo a Ficha Fiscalizatória

2 – Segunda Etapa: Anexando Documentos

PROGRAMAÇÃO DE FISCALIZAÇÃO 2018

PROGRAMAÇÃO DE FISCALIZAÇÃO REFERENTE

AO EXERCÍCIO 2018

ROTEIRO 1

 

Cidades: ARIQUEMES, CANDEIAS DO JAMARI

Data: Fevereiro

 

ROTEIRO 2

 

Cidades: ALVORADA DO OESTE, URUPÁ, MIRANTE DA SERRA, e NOVA UNIÃO.

Data: Fevereiro

 

 

ROTEIRO 3

 

Cidades: CACOAL E MINISTRO ANDREAZZA.

Data: Maio

 

ROTEIRO 4

 

Cidades: JI PARANÁ E PRESIDENTE MÉDICI.

Data: Agosto

ROTEIRO 5

 

Cidades: ROLIM DE MOURA, NOVA BRASILANDIA E NOVO HORIZONTE, SÃO FELIPE DO OESTE.

Data: Setembro

ROTEIRO 6

 

Cidades: SANTA LUZIA, ALTA FLORESTA, ALTO ALEGRE, PARECIS

Data: Setembro

 

ROTEIRO 7

 

Cidades: PIMENTA BUENO, E ESPIGÃO DO OESTE.

Data: Novembro

 

ROTEIRO 8

 

Cidades: GUAJARÁ MIRIM, NOVA MAMORÉ, JACI PARANÁ, EXTREMA, NOVA CALIFORNIA.

Data:     Novembro

 

PORTO VELHO

 

Data: Ano todo

 

Caduceu de Mercúrio, o Logotipo da Contabilidade

O caduceu é um bastão de ouro entrelaçado com duas serpentes, que na parte superior tem duas pequenas asas ou um elmo alado. Sua origem se explica racio-nal e historicamente pela suposta intervenção de Mercúrio diante de duas serpen-tes que lutavam, as quais se enroscavam em seu bastão. Os romanos utilizavam o caduceu como símbolo do equilíbrio moral e da boa conduta:

O Bastão: simboliza o poder de quem conhece a Ciência Contábil, que tem por objeto o patrimônio de quaisquer entidades;

As Serpentes: simbolizam a sabedoria, isto é, o quanto se deve estudar antes de agir, para escolher o caminho correto e ao mesmo tempo mais vantajoso para o cliente;

As Asas: símbolo da diligência, ou seja, a presteza, a solicitude, a dedicação e o cuidado ao exercer a profissão;

O Elmo: peça de armadura antiga que protegia a cabeça. Significa aproteção aos pensamentos baixos que leva a ações desonestas.

O caduceu é, na atualidade, a insígnia do bispo católico ucraniano. Do ponto de vista dos elementos, ele representa sua integração, correspondendo o bastão à terra, as asas ao ar, as serpentes à água e ao fogo (movimento ondulante da onda e da chama).

A antiguidade do símbolo é muito grande e encontra-se na Índia, gravado nas lápides de pedra denominadas nagakals, uma espécie de ex-votos que aparecem à entrada dos templos. Erich Zimmer deriva o caduceu da Mesopotâmia, onde pode ser visto na taça sacrifical do rei Gudea de Lagash (2.600 a.C.). Apesar da longínqua data, o autor mencionado diz que o símbolo é provavelmente anterior, considerando os mesopotâmicos as duas serpentes entre-laçadas como símbolo do deus que cura as enfermidades, sentido que passou à Grécia e aos emblemas de nossos dias.

Do ponto de vista esotérico, o bastão do caduceu corresponde ao eixo do mundo e suas serpentes aludem à força Kundalini que, segundo os ensinos tântricos, permanece adormecida e enroscada sobre si mesma na base da coluna vertebral (símbolo da faculdade evolutiva da energia pura).

Segundo Schneider, os dois S formados pelas serpentes correspondem à doença e à convalescença. Em realidade, o que define a essência do caduceu é menos a natureza e o sentido de seus elementos que sua composição. A organização, por exata simetria bilateral, como a balança de Libra, ou na trindade da heráldica (escudo entre dois suportes), expressa sempre a mesma ideia de equilíbrio ativo, de forças adversárias que se contrapõem para dar lugar a uma forma estática e superior.

No caduceu, este caráter binário equilibrado é duplo: há serpentes e asas, que ratificam esse estado supremo de força e autodomínio (e, consequente-mente, de saúde) no plano inferior (serpentes, instintos) e no superior (asas, espírito). A antiguidade, inclusive a grega, atribuiu poder mágico ao caduceu. Há lendas que se referem à transformação em ouro de tudo o que era tocado pelo caduceu de Mercúrio (observe-se a antecipação que a associação dos nomes determina, com respeito à alquimia) e a seu poder de atrair as almas dos mortos. Mesmo as trevas podiam ser convertidas em luz por virtude desse símbolo da força suprema cedida a seu mensageiro pelo pai dos deuses.

O bastão de Mercúrio passou a ser símbolo de tudo o que ele protegia. Para os contabilistas, o caduceu simboliza a proteção às riquezas e ao comércio, por meio de orientação, ética e zelo. Estilizado para a Contabilidade, encimado pelo capacete de Mercúrio, o caduceu revela a agilidade representada pelas asas.

Adaptado de CRCSP (www.crcsp.org.br)

Anel do contabilista

Tradição que vem de longos tempos é representado pelo uso do que se chamou de anel de grau, forma de distinguir, publicamente, as diversas profissões liberais. Os contabilistas portam o anel que, comumente, é confeccionado em ouro. Na sua face anterior tem a aplicação da turmalina, pedra de cor rosa claro, ladeada de diamantes. Nas laterais, á direita, aplica-se a insígnia denominada caduceu que é constituída por bastão de loureiro ou da oliveira ao qual se enlaçam duas serpentes sendo que na extremidade superior fixa-se capacete com duas asas. É o símbolo de Mercúrio representando paz e comércio a que, no seu complexo, tem por fim definir sabedoria, atividade e diligência. Na lateral esquerda, o anel recebe aplicada a plaqueta que externa as tábua de lei, com a legenda “lex” a que percute com a circunstância que o seu portador maneja, no exercício profissional, com instrumentos legislativos.

Conceito de Fiscalização

O Conselho Regional de Contabilidade de Rondônia, é uma autarquia federal da administração indireta, criada pelo Decreto Lei nº 9295/46, de 27 de maio de 1946, publicado no Diário Oficial da União em, 28/05/46, alterado pela Lei 12.249, de 11 de junho de 2010, com a finalidade de registrar os profissionais da contabilidade, os técnicos em contabilidade e contadores (Bacharéis em Ciências Contábeis), dando-lhes a competente habilitação; e fiscalizar o exercício da profissão contábil, verificando e analisando os trabalhos que os contabilistas executam, tais como: balanços patrimoniais, declarações de pró-labore e a contabilidade de todas as empresas, inclusive as microempresas e as entidades sem fins lucrativos, observando se estas mantêm escrita regular.

De importante, mais ainda, o CRCRO, também como decorrência legislativa-federal, investe-se de autoridade para julgar administrativamente no aspecto disciplinar como ético, todos contabilistas que entrem em confronto com as normas pertinentes e, de mesma forma, representar às autoridades policiais, judiciais e de outras áreas de administração quanto fatos que não sejam de sua alçada de decisão.

Com a fiscalização, garantimos aos profissionais habilitados o direito de participação em um campo amplo de trabalho, cujo mercado é incomensurável. Buscamos oferecer também o desenvolvimento tecnológico e científico, no sentido do aperfeiçoamento técnico e profissional, ensejando assim, oferecer à sociedade o máximo de qualidade e segurança nos serviços prestados.

Vale destacar que os trabalhos desenvolvidos pela fiscalização visam também diminuir as infrações cometidas pelos contabilistas; melhorar os serviços prestados pelos escritórios de contabilidade; esclarecer o empresário da importância de utilizar a contabilidade como um sistema de informação para seu negócio e que os contabilistas fixem honorários de forma justa e compatível com sua responsabilidade.

Na fiscalização Orientativa, consiste em sua plenitude, na observância da aplicação das Normas Brasileiras de Contabilidade e os Princípios Fundamentais, O CRC/RO por meio da Câmara de Desenvolvimento Profissional elabora anualmente o calendário de cursos, mesa redonda, encontros, fóruns com os mais variados temas.