Valores da anuidades e taxa de Registro

CONTADOR

ASSUNTOS

TX.REG

CARTEIRA

ANUIDADE

TOTAL

ANUIDADE 2012 – INTEGRAL

 

 

R$  398,00

 

ANUIDADE 2012 – COM 5% DESC.

 

 

R$  378,00

 

ANUIDADE 2012 – COM 50% DESC.

 

 

R$  182,42

 

REGISTRO DEFINITIVO ORIGINÁRIO

R$   36,00

R$    45,00

R$  199,00

R$ 280,00

REGISTRO PROVISÓRIO

R$   36,00

R$    31,00

R$  199,00

R$ 266,00

CONVERSÃO DE REGISTRO PROVISÓRIO EM DEFINITIVO

R$   36,00

R$    45,00

R$  358,00

R$ 439,00

ALTERAÇÃO DEFINITIVA DE CATEGORIA

R$   36,00

R$    45,00

R$  358,00

R$ 439,00

ALTERAÇÃO PROVISÓRIA DE CATEGORIA

R$   36,00

R$    31,00

R$  358,00

R$ 425,00

RESTABELECIMENTO DE REGISTRO PROFISSIONAL

R$   36,00

R$    45,00

R$  358,00

R$ 439,00

TRANSFERÊNCIA DE REGISTRO PROFISSIONAL

R$   36,00

R$    45,00

 

R$ 81,00

 

TÉCNICO EM CONTABILIDADE

ASSUNTOS

TX.REG

CARTEIRA

ANUIDADE

TOTAL

ANUIDADE 2012 – INTEGRAL

 

 

R$ 358,00

 

ANUIDADE 2012 – COM 5% DESC.

 

 

R$ 340,00

 

ANUIDADE 2012 – COM 50% DESC.

 

 

R$ 164,09

 

REGISTRO DEFINITIVO ORIGINÁRIO

R$ 36,00

R$ 45,00

R$ 179,00

R$ 260,00

REGISTRO PROVISÓRIO

R$ 36,00

R$ 31,00

R$ 179,00

R$ 246,00

CONVERSÃO DE REGISTRO PROVISÓRIO EM DEFINITIVO

R$ 36,00

R$ 45,00

R$ 322,00

R$ 403,00

ALTERAÇÃO DEFINITIVA DE CATEGORIA

R$ 36,00

R$ 45,00

R$ 322,00

R$ 403,00

ALTERAÇÃO PROVISÓRIA DE CATEGORIA

R$ 36,00

R$ 31,00

R$ 322,00

R$ 389,00

RESTABELECIMENTO DE REGISTRO PROFISSIONAL

R$ 36,00

R$ 45,00

R$ 322,00

R$ 403,00

TRANSFERÊNCIA DE REGISTRO PROFISSIONAL

R$ 36,00

R$ 45,00

 

R$ 81,00

 

ENTIDADES EMPRESARIAIS DE RESPONSABILIDADE INDIVIDUAL

CATEGORIAS

TX.REG

ANUIDADE

TOTAL

ESCRITÓRIO INDIVIDUAL

R$ 86,00

R$ 179,00

R$ 265,00

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

R$ 86,00

R$ 179,00

R$ 265,00

EMPRESÁRIO INDIVIDUAL

R$ 86,00

R$ 179,00

R$ 265,00

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

R$ 86,00

R$ 179,00

R$ 265,00

 

ENTIDADES EMPRESARIAIS DE RESPONSABILIDADE COLETIVA

SOCIEDADES

TX.REG

ANUIDADE

TOTAL

ATÉ 2 SÓCIOS

R$ 86,00

R$ 358,00

R$ 444,00

ATÉ 3 SÓCIOS

R$ 86,00

R$ 538,00

R$ 624,00

4 SÓCIOS

R$ 86,00

R$ 717,00

R$ 803,00

ACIMA DE 4 SÓCIOS

R$ 86,00

R$ 897,00

R$ 983,00



RESOLUÇÃO CFC N.º 1.414 / 2012 – EXERCíCIO 2013

Estatísticas

Dados Estatísticos


Veja quantos profissionais e escritórios registrados e ativos existem no território nacional.

Profissionais e Escritórios Ativos

Contabilistas Ativos por Gênero e Região

Contabilistas Ativos por Categoria e Região

 

Evolução Anual

Comparativo 2004 – 2011


População Brasileira versus Contabilistas


Atenção: os arquivos acima estão disponibilizados em formato PDF, necessitando de obter o programa Adobe Acrobat Reader para realizar a leitura dos mesmos.

 

Demonstrações Contábeis

Legislação e Benefícios

A contabilidade, por meio das Demonstrações Contábeis, permite aos gestores compreender a estrutura patrimonial das empresas por reunir relevantes informações necessárias para se administrar com competência suas atividades operacionais.

Essas demonstrações, quando publicadas, permitem ao público avaliar a situação das empresas, observando a qualidade da gestão por elas realizadas.

As empresas que publicam apenas o balanço patrimonial, deixando de lado as demais peças contábeis, sonegam informações essenciais para que os usuários possam avaliar a consistência dos atos praticados e como estes estão sendo administrados.

A contabilidade, como fonte de informações e como agregadora de valor, pode determinar o sucesso ou o fracasso das empresas.

As informações contidas nos Balanços Patrimoniais, nas Demonstrações de Resultado do Exercício, nas Demonstrações de Lucros ou Prejuízos Acumulados, nas Demonstrações das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração dos Fluxos de Caixa e suas Notas Explicativas são elaboradas para determinar as diretrizes que serão seguidas para otimizar os resultados das empresas.

Portanto, a Contabilidade, acompanhada das Demonstrações Contábeis, é, sem dúvida, uma ferramenta gerencial extremamente útil para todas as empresas.

O artigo 1.179 do Código Civil brasileiro registra: “O empresário e a sociedade empresária são obrigados a seguir um sistema de contabilidade, mecanizado ou não, com base na escrituração uniforme de seus livros, em correspondência com a documentação respectiva, e a levantar anualmente o balanço patrimonial e o de resultado econômico”. (Grifo nosso).

 

O artigo 1.188 do Código Civil brasileiro consigna:  “O balanço  patrimonial deverá exprimir, com fidelidade e clareza, a situação real da empresa e, atendidas as peculiaridades desta, bem como as disposições das leis especiais, indicará, distintamente, o ativo e passivo”. (Grifo nosso)

A Lei das Sociedades por Ações (6.404/76), no seu artigo 176, dispõe: “Ao fim de cada exercício social, a diretoria fará elaborar, com base na escrituração mercantil da companhia, as seguintes demonstrações financeiras (contábeis), que deverão exprimir com clareza a situação do patrimônio da companhia e as mutações ocorridas no exercício:

I – balanço patrimonial;

II – demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados;

III – demonstração do resultado do exercício;

IV – demonstração das origens e aplicações de recursos; e

V – notas explicativas.”

A Lei nº 11.101/2005, que trata da recuperação judicial e extrajudicial, bem como da falência do empresário e da sociedade empresária, orienta:

“Art. 51. A petição inicial de recuperação judicial será instruída com:

I – . . .

II – as demonstrações contábeis relativas aos 3 (três) últimos exercícios sociais e as levantadas especialmente para instruir o pedido, confeccionadas com estrita observância da legislação societária aplicável e compostas obrigatoriamente de:

a)     balanço patrimonial;

b)     demonstração de resultados acumulados;

c)      demonstração de resultado desde o último exercício social;

d)     relatório gerencial de fluxo de caixa e de sua projeção”.

A contabilidade tornou-se uma profissão de importância estratégica no desenvolvimento das empresas e, para o exercício de suas competências, o contabilista deve estar atento às constantes mudanças e, especialmente, à legislação da profissão.

Dentre as Normas Brasileiras de Contabilidade Técnicas, destacam-se as IT G 2000, as quais tratam da Escrituração Contábil e do Conceito, do Conteúdo, da Estrutura e da Nomenclatura das Demonstrações Contábeis.

Existe um ponto também a ser considerado: a inexistência de documentação contábil obrigatória tem implicações de natureza penal, tanto para o empresário como para o profissional contábil.

Estas referências a alguns outros aspectos legais contábeis, além de atestar a obrigatoriedade da escrituração contábil e a importância do profissional de Contabilidade, destacam como os demonstrativos contábeis são benéficos e indispensáveis para as empresas.

A Contabilidade dos Partidos Políticos

Os partidos políticos, pessoas jurídicas de direito privado, são entidades criadas com o objetivo de assegurar, no interesse do regime democrático, a autenticidade do sistema representativo, e defender os direitos fundamentais definidos na Constituição Federal. Evidentemente, eles devem, também, e, principalmente, respeitar, cumprir e defender o princípio da legalidade expresso na mesma Constituição.

A Lei nº 9.096, de 19 de setembro de 1995, que dispõe sobre a organização e o funcionamento dos partidos políticos, contempla, nos artigos 30 a 37 a regulamentação das suas finanças, bem como a obrigatoriedade de manterem registros contábeis de todas as operações realizadas.

Artigo 30 estabelece: “O partido político, através de seus órgãos nacionais, regionais e municipais, deve manter escrituração contábil, de forma a permitir o conhecimento de origem de suas receitas e a destinação de suas despesas”. (Grifo nosso)

Para que a Justiça eleitoral possa exercer a fiscalização sobre a escrituração contábil, o balanço contábil derivado da escrituração contábil do exercício findo deve ser enviado até o dia 30 de abril do ano subseqüente ao Tribunal Superior Eleitoral, aos Tribunais Regionais Eleitorais e aos Juízes Eleitorais, pelo órgão político nacional, pelos órgãos políticos estaduais e pelos órgãos políticos municipais, respectivamente. A falta de prestação de contas pelo partido político ou sua desaprovação pela Justiça Eleitoral pode, entre as penas cabíveis, determinar os cancelamentos do registro civil e do estatuto do partido.

Pelo inciso VII, do artigo 15, da mencionada Lei nº 9.096/95, os estatutos dos partidos políticos, que são associações civis sem fins econômicos, devem conter normas sobre finanças e contabilidade, que obedeçam aos Princípios Fundamentais de Contabilidade e às Normas Brasileiras de Contabilidade, especialmente às disposições gerais constantes da NBC T 10.19.

Por sua vez, além do artigo 30, também da referida Lei nº 9.096/95, estabelecer que constituem obrigações dos partidos políticos, pelos seus órgãos municipais ou zonais,  estaduais e nacionais, manter escrituração contábil, sob responsabilidade de profissional habilitado em contabilidade, de forma a permitir a aferição da origem de suas receitas e a destinação de suas despesas, bem como a aferição de sua situação patrimonial, o artigo 32, caput, estabelece que o partido será obrigado a prestar contas à Justiça Eleitoral referentes ao exercício findo até 30 de abril do ano seguinte.

A Resolução nº 22.160, de 3 de março de 2006, do Tribunal Superior Eleitoral, reserva capítulos específicos para as Receitas dos Partidos Políticos, as Despesas, a Escrituração Contábil, a Prestação de Contas e o Exame e Auditoria das Contas, que poderá ser determinada pela Justiça Eleitoral para fins de:

I – atestar a correta aplicação dos recursos oriundos do Fundo Partidário por exame da escrituração contábil e do seu suporte documental;

II – obter dados de natureza contábil, financeira e patrimonial, para assegurar a consistência das informações apresentadas na prestação de contas anual e esclarecer as dúvidas suscitadas;

III – apurar irregularidades decorrentes de denúncias apresentadas; e

IV – assegurar a veracidade da movimentação financeira e patrimonial apresentada na prestação de contas.

Cabe, portanto, aos profissionais da Contabilidade, ao serem contratados para a execução da Contabilidade de qualquer partido político, seja em nível de diretório municipal, estadual ou  nacional, procederem à execução de seus trabalhos em observância às normas legais mencionadas, bem como aos Princípios Fundamentais de Contabilidade e às Normas Brasileiras de Contabilidade editadas pelo CFC.

Diretoria

Plenário e Diretoria CRC-RO – Biênio 2016/2017

 

Presidente:
Contador EDNEU DA SILVA CALDERARI – CRC-RO 002014/O

Vice-Presidente de Administração e Finanças:
Contadora ELBA OLIVEIRA DE ARAÚJO – CRC-RO 2270/O

Vice-Presidente de Controle Interno:
Contador AGNO ROBERTO MONTEIRO PEREIRA – CRC-RO 005955/O

Vice-Presidente de Registro:
Contadora MARIA APARECIDA SANCHEZ OLIVEIRA – CRC-RO 003408/O

Vice-Presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina:
Técnica em Contabilidade MARIA REGINA DOMINGOS – CRC-RO 002092/O,

Vice-Presidente de Desenvolvimento Profissional:
Contador JOELSO TAVARES DE ANDRADE -CRC-RO 004264/O;

 

CÂMARA DE CONTROLE INTERNO:

Vice-Presidente: Contador AGNO ROBERTO MONTEIRO PEREIRA – CRC-RO 005955/O;

Membros Efetivos:

Contador ELIELTON DIAS SANTANA – CRC-RO 007911/O
Contadora ANDREIA CRISTIANE GREGORY – CRC-RO 005433/O

Membros Suplentes:

Contadora ANA PAULA DE LIMA FANKA – CRC-RO 003648/O
Contadora GLEIMIRIA BATISTA DA COSTA – CRC-RO 004086/O
Contadora IVONE VIEIRA DA SILVA – CRC-RO 003486

 

CÂMARA DE REGISTRO:

Vice-Presidente: Contadora MARIA APARECIDA SANCHEZ OLIVEIRA – CRC-MS –3408/O-T

Membros Efetivos:

Contador ANTÔNIO ROCHA DE SOUZA – CRC-RO 000028/O
Contador ELIELTON DIAS SANTANA – CRC-RO 007911

Membros Suplentes:

Contadora IVONE VIEIRA DA SILVA – CRC-RO 003486
Contador JAILSON VIANA DE ALMEIDA – CRC-RO 003692
Contadora ANA PAULA DE LIMA FANK – CRC-RO 003648

 

CÂMARA DE FISCALIZAÇÃO:

Vice-Presidente: Técnica em Contabilidade MARIA REGINA DOMINGOS – CRC-RO 002092/O,

Membros Efetivos:

Técnico em Contabilidade ALBINO ALFONÇO WOBETO – CRC-PR-008545/O-T
Técnico em Contabilidade EDMILSON JOSÉ DE OLIVEIRA PEDROSA – CRC-PE 011434/O-T

Membros Suplentes:

Técnico em Contabilidade JAIME ESTOLANO DE ANDRADE – CRC-RO 0-000140/O
Técnico em Contabilidade ALMIR BRASIL DE SOUZA – CRC-RO 001361/O
Técnico em Contabilidade NEREU LEANDRO DE MORAES – CRC-PR-003012/O

 

CÂMARA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL:

Vice–Presidente: Contador JOELSO TAVARES DE ANDRADE – CRC-RO 004264/O

Membros Efetivos:

Contadora VILMA FÁTIMA MENDES – CRC-RO 001888/O
Contadora ELBA OLIVEIRA DE ARAÚJO – CRC-RO 002270/O

Membros Suplentes:

Contadora MARIA AVANI CHAVES CAPOUCHO – CRC-RO 002819/O
Contadora GLEIMIRIA BATISTA DA COSTA – CRC-RO 004086/O
Contador WALDOHITLER DOS SANTOS BARROS – CRC-RO 000333/O

 

CÂMARA DE ÉTICA E DISCIPLINA – CAED:

Vice-Presidente: Técnica em Contabilidade MARIA REGINA DOMINGOS – CRC-RO 002092/O

Membros Efetivos:

Coordenador da Câmara de Ética e Disciplina. Técnico em Contabilidade EDMILSON JOSÉ DE OLIVEIRA PEDROSA – CRC-PE 011434/O-T
Técnico em Contabilidade ALBINO ALFONÇO WOBETO – CRC-PR-008545/O-T
Contadora ANDREIA CRISTIANE GREGORY – CRC-RO 005433/O
Contador AGNO ROBERTO MONTEIRO PEREIRA – CRC-RO 005955/O

Membros Suplentes:

Contador OMAR PIRES DIAS – CRC-PR 019360/O-T
Contador NEREU LEANDRO DE MORAES – CRC-RO 003012
Contador WALDOHITLER DOS SANTOS BARROS – CRC-RO 000333/O
Contadora REGINA CÉLIA FELIPPE MENDES MANCEBO – CRC-RO 003543/O

Conselheiro com Mandato complementar: Contador LEONARDO CORREA MIRANDA – CRC-PA 009321/O-T.

Convênios

Estas IES (Instituições de Ensino Superior), possuem convênio para concessão de desconto no valor das mensalidades do curso de Ciências Contábeis, com o Conselho Regional de Contabilidade do Estado de Rondônia.

A empresa conveniada denominada JURUÁ Editora LTDA, oferece descontos de 20% (vinte por cento), nas aquisições de todos os livros publicados.

Estes descontos são concedidos mediante apresentação por parte da Conveniada, com o comprovante de filiação ou ainda mediante declaração do próprio Conselho.

 

Faculdade Porto Velho (Termo do Convênio).

 

Juruá Editora Ltda (Desconto na compra de livros).